Postagens

Mostrando postagens de Março, 2009

Araraquara, a ponta do iceberg

Imagem
Estivemos hoje na CEI - Coordenadoria da Educação do Interior do Estado, para conhecer o novo Coordenador, Rubens Mandetta, e perguntar sobre a corrupção em Araraquara, assunto que levantamos em novembro do ano passado e que "caiu no esquecimento" da Secretaria e da Comissão de Educação da Assembléia Legislativa.

Leia as matérias anteriores:
http://educaforum.blogspot.com/2008/11/o-esquema-iv-araraquara-apenas-ponta-do.html
http://educaforum.blogspot.com/2008/11/o-esquema-iii.html

O Coordenador se disse preocupado com o assunto e reconheceu que a CEI recebe poucas informações sobre os processos. Ele se dispôs a criar uma equipe para que os dados circulem com mais eficiência.
Independente da falta de informações, o que mais nos preocupa é a ineficiência das comissões processantes. Temos boa experiência nesse sentido, pois todas as apurações a que tivemos acesso mostraram por A+B que praticamente nada é efetivamente apurado. Em lugar de colher testemunhos válidos e provas, as &qu…

A criança é municipal, estadual ou federal???

Imagem
Após meses de luta da mãe, finalmente saiu a vaga para a menina que mudou para outro bairro! (http://educaforum.blogspot.com/2009/03/vaga-na-escola-so-para-aluno-fantasma.html). Pena que ela só nos contatou na semana passada. A mãe havia tentado na escola estadual mais próxima, responderam que não havia vaga e a encaminharam para uma outra ainda mais afastada que a anterior. E nem lhe ofereceram transporte escolar! A mãe foi para o Conselho Tutelar, o conselheiro “Mamão” garantiu no dia 13/03 que até o dia 18/03 a vaga estaria “garantida”. No dia estipulado a mãe voltou lá e ele respondeu que... nada feito! Para que serve mesmo o Conselho Tutelar? Para fazer... vitamina?rsrs.

Perto da casa da criança tem também um CEU. É para lá que todos os alunos querem ir! Até parece que lá o ensino é melhor... Mas o CEU é para poucos: os alunos são escolhidos a dedo e a prioridade é para os que vêm de outros estados. A mãe da menina respondeu: “Então, se eu mandar minha filha de volta para Minas e …

Mais uma verdadeira educadora

Imagem
Recebemos a mensagem copiada abaixo da professora mineira Fernanda Rodrigues, uma verdadeira educadora, como POUCAS QUE EXISTEM NESTE PAÍS. Tudo o que ela relata mostra, mais uma vez, que A GRANDE MAIORIA DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO NO BRASIL, incluindo diretores, supervisores e dirigentes de ensino, não passa da mediocridade, para não usar um substantivo mais forte, o que seria imediatamente rebatido pelos sindicalistas que mandam e desmandam na classe docente e permitem a continuidade do marasmo em que se encontra nosso sistema educacional.

Professora Fernanda, receba toda a nossa solidariedade! Infelizmente não podemos ajudar em nada, a não ser divulgando sua mensagem, que provavelmente nem será lida até o fim por "autoridades" educacionais preguiçosas e corruptas, como muitas que visitam este espaço, com o único objetivo de saber se tivemos a ousadia de publicar seus nomes e assim nos ameaçarem com processo criminal de injúria e difamação...
Somente educadores como você …

Vaga na escola? Só para aluno fantasma!

Imagem
Veja mais um caso assombroso de negação de vaga para uma criança que mudou de bairro, aqui em São Paulo. A mãe correu desesperadamente entre a Secretaria Estadual, a Secretaria Municipal e o Conselho Tutelar. Ninguém ajuda!!! Má vontade por todos os lados.
O cúmulo de absurdo é a informação de que o CEU reserva vagas para crianças vindas de outros Estados. O que é isso??? A vaga é direito das crianças que moram perto da escola! O Conselho Tutelar, que deveria resolver isso, também não mexeu uma palha. E a escola onde a criança está matriculada (no bairro onde morava) está ameaçando denunciar a mãe ao... Conselho Tutelar!
Como sempre, pedimos ajuda ao Prof. José Benedito, da SEE. É o único que nos ouve! O próprio ouvidor é um "surdor" e a rede municipal é a campeã do desprezo aos alunos e seus pais. José Benedito, por favor, arrume logo uma vaga para essa criança!
Leia abaixo a trajetória dessa mãe, que já ia enviar sua filha para a casa da avó em Minas Gerais, para que possa …

Só tratamos de FATOS e JUSTIÇA

Imagem
Diversos comentários de anônimos foram deletados, sim! Sabem por que? Porque este é um blog sério. As denúncias que recebemos não vêm nos comentários do blog, não, elas vêm por e-mail! E as pessoas que fazem denúncias para o EducaFórum colocam seu nome, sobrenome e telefone. Nunca postamos qualquer informação sem checar os FATOS. E também nunca ficamos do lado da INJUSTIÇA.
Quando resolvemos defender esses meninos da EE Jardim Iguatemi, foi após termos certeza de que eles não haviam cometido nada de grave dentro da escola. E ISSO FOI CONFIRMADO PELA PRÓPRIA DIRIGENTE DE ENSINO.
Quando pedimos a reintegração da menina de São João da Boa Vista, foi por ter sido ACUSADA INJUSTAMENTE de ter colocado fogo na lixeira da classe. ISSO FOI CONFIRMADO PELO PRÓPRIO JUIZ, já que a diretora da escola teve a pachorra de arrastar essa menina e mais 4 alunos para o tribunal. USAR ALUNOS PARA MANTER SEU EMPREGUINHO E SEU "STATUS" DENTRO DA ESCOLA...
Então, leitores deste humilde bloguinho, vej…

Milagre?...

Imagem
Assim, sem alarde, na surdina, após uma humilhante sessão de expulsão pelo Conselho de Escola e uma segunda ainda mais traumatizante, em que a expulsão fora confirmada, dois dos vinte alunos transferidos compulsoriamente da EE Jardim Iguatemi (http://educaforum.blogspot.com/2009/02/recapitulando-o-caso-ee-jardim-iguatemi.html) para outras escolas foram "simplesmente" reintegrados.
As mães foram chamadas na Diretoria de Ensino pela mesma dirigente que presidiu as duas sessões de expulsão e simplesmente comunicadas de que seus filhos haviam sido rematriculados na mesma escola, "dentro de um espírito de integração" que nortearia a Secretaria da Educação...
Algumas perguntas não querem calar: por que, então, esses alunos foram submetidos a dois "julgamentos" em que não foram considerados aptos a permanecer na escola? O "espírito de integração" da SEE surge somente depois de massacrar os alunos e jogá-los para fora da escola? A mesma dirigente que cond…

Professor nota... meia boca

Imagem
Finalmente, alguém se colocou publicamente sobre o descalabro dos 1.500 professores "nota zero" que "dão aula" nas 5.500 escolas da rede estadual de São Paulo! Leia o artigo de J.R. Guzzo na Veja aqui http://veja.abril.com.br/040309/p_122.shtml.
Ora, poderá dizer o amigo do alheio: 1.500 professores para 5.500 escolas não dá nem 1 professor para 4 escolas! Pois é, parece pouco, não é?...
Mas tentemos escarafunchar melhor nesse vespeiro, fazendo uma estimativa certamente muito mais otimista do que a possível realidade:
A SEE tem 1.500 professores "nota zero", isso é fato. Quantos professores "nota 1" haverá na rede? Digamos que mais 1.500. E professores "nota 2"? Provavelmente mais 1.500. E "nota 3"? Mais 1.500? Qual seu palpite para professores "nota 4"? Mais 1.500? Ok, ok, vou parar por aqui. Já entendi que você acha professor "nota 5" um poço de sabedoria...
Vamos somar? 5 x 1.500, quanto dá? 7.500 professor…

Nosso dia: uma conquista

Imagem
Johannes Vermeer, Moça com brinco de pérola

O dia 8 de Março é, desde 1975, comemorado pelas Nações Unidas como Dia Internacional da Mulher. Neste dia, no ano de 1857, as operárias têxteis de uma fábrica de Nova Iorque entraram em greve ocupando a fábrica, para reivindicarem a redução de um horário de mais de 16 horas por dia para 10 horas. Estas operárias, que recebiam menos de um terço do salário dos homens, foram fechadas na fábrica onde, entretanto, se declarara um incêndio, e cerca de 130 mulheres morreram queimadas. Em 1903, profissionais liberais norte-americanas criaram a Women's Trade Union League. Esta associação tinha como principal objetivo ajudar todas as trabalhadoras a exigirem melhores condições de trabalho. Em 1908, mais de 14 mil mulheres marcharam nas ruas de Nova Iorque: reivindicaram o mesmo que as operárias no ano de 1857, bem como o direito de voto. Caminhavam com o slogan Pão e Rosas, em que o pão simbolizava a estabilidade econômica e as rosas uma melhor qu…

Finalmente, uma VERDADEIRA diretora!

Imagem
Queremos hoje homenagear a nova diretora da EE Lucas Roschel Rasquinho, a Profª Matilde, que encontrou uma escola "em frangalhos" e já tomou providências que mostram sua dignidade e competência, como por exemplo proibir a venda do uniforme e de qualquer outra coisa dentro da escola.

As escolas públicas têm se tornado verdadeiros "mercados persas", onde se vende de tudo, desde uniformes, carteirinhas, entradas para o Playcenter, picolés e outras porcarias. Esse dinheiro costuma ir para o bolso de diretores sem escrúpulos e os pais da APM, manipulados à vontade, acabam acreditando piamente que estão ajudando a escola, assinam cheques em branco e aceitam notas fiscais "frias", pois não entendem nada de administração e muito menos são orientados a respeito.

Profª Matilde, parabéns! Continue firme a gerir a escola dentro da legalidade e permita a eleição de um Conselho de Escola democrático, com a participação da comunidade de forma transparente. Temos certeza d…

Indenização na democradura!

Imagem
Mais uma vez, a professora Glória Reis - uma das poucas cabeças que realmente pensam a educação no Brasil - aponta para o descalabro da expulsão escolar durante a presente "democradura":

"Se alunos expulsos durante a ditadura são indenizados, vamos cobrar indenização para os milhões expulsos da escola atualmente em plena democracia! Durante a ditadura ainda era necessária uma acusação "grave" tipo participar de movimentos subversivos, planejar golpes contra o governo, pegar em armas... E agora, que nossas crianças são excluídas da escola por qualquer pretexto, até por estar descalço, como diz a música do Zé Geraldo?"
Leia completo no blog da Glória http://gloria.reis.blog.uol.com.br/