Postagens

Mostrando postagens de Março, 2007

Educação, resultado zero

Imagem
"Intercharge" sensacional criada pela professora Glória Reis a partir do original publicado no jornal Estado de Minas, de autoria de Son Salvador.

O triunfo de Bananópolis

Imagem
A esmagadora maioria dos brasileiros não sabe, mas Bananópolis está fazendo o maior sucesso na Europa. Eu, que não nasci aqui, mas sou tremenda fã da Bananolândia, passei duas horas e meia deste domingo tremendo de emoção ao ouvir o concerto que a Osesp tocou em Viena durante sua temporada européia, no famosíssimo Musikverein, a mais prestigiada sala da Europa, onde já se apresentaram os maiores compositores e intérpretes do mundo.

Péra aí, não estou escrevendo de Viena! Foi na cozinha de casa mesmo, preparando um yakissoba “à moda italiana”, dentro do melhor espírito da globalização. E antenada com Viena via Rádio Cultura. Que maravilha este mundo em que vivemos! Como diria o saudoso Louis Armstrong, “What a wonderful world”! Distraída entre o corte do pimentão e o preparo do macarrão, fiquei com a impressão de estar assistindo o concerto ao vivo e me deslumbrei com os aplausos estrondosos que a orquestra e o solista Nelson Freire receberam. Depois entendi que tratava-se de uma gravaç…

Adélia e a escola

Imagem
Do Blog da Glória, esta excelente seleção de textos de Adélia Prado. Atenção, atenção! Favor procurar entender o sentido literal: nada disto é "licença poética".
Adélia Prado, uma das mais importantes poetas e escritoras brasileiras, tem sido uma crítica contundente da escola. Foi professora da rede estadual, o que explica seu conhecimento da escola pública e a indignação contra o que se passa dentro do mito "instituição sagrada". O interessante é que os críticos, seus leitores, os estudiosos da sua literatura, ninguém prestou atenção aos seus ataques à escola, descrevendo-a como "mecanismo diabólico" neste trecho do livro Cacos para um Vitral:

O menino adoecia, escrevia cartas terríveis: ´Mãe, eu não dou conta, só menino muito industrializado que consegue passar, eu não aguento.`
O menino detectava por força de sua inocência e sofrimento o mecanismo diabólico das escolas e escrevia: ´eu não sou industrializado`, um inconsciente grito de socorro."

E denu…

Ex-escola?

Imagem
Sim, neste País que não dá conta de colocar todas as suas crianças e adolescentes na escola, nem se importa com aqueles que evadem ou são expulsos, existem ex-escolas. Muitas!

Já contei a história da ex-escola onde meus filhos cursaram o Ensino Médio. Um dos meus dez leitores logo deduziu: “Lógico! É a política neoliberal de esvaziar as escolas nos bairros de classe média e vender os prédios por uma boa grana!”

Pois o JT de 21/03 relata a história de uma ex-escola da periferia, na região de Itaquera, zona leste de São Paulo, que virou ponto de drogados. A escola já foi a melhor opção para os moradores do bairro, quando se chamava EE Prof. Jacob Leib Lewin. Foi construída em 1991, fechada durante a ex-administração Alckmin e “doada” ao ex-prefeito José Serra em 2005. Pois é, tantos “ex” só podiam resultar numa ex-escola ...
Esse tipo de informação dá vontade de virar ex-blogueira, né, não?...
Pois é aí que eu fico cada vez mais firme! E dedico este post ao amigo David, que pensa em desisti…

O esquema das vagas escolares

Imagem
O texto que segue é da nossa amiga Cremilda, sempre de olho na mídia com visão crítica e competente.

A Rede Record de Televisão mostrou o caso de um aluno, cuja mãe anda de muletas e tinha de percorrer dois quilômetros para levar seu filho para a escola... Escola perto de sua casa tem, mas recusava dar a vaga para o aluno. Além dos 390.000 alunos sem vaga, tem os que a escola não aceita... e estes alunos têm de estudar longe de casa, muitas vezes fazendo o percurso a pé, por falta de dinheiro para pagar condução, como era o caso que a Record mostrou.
Hoje, a emissora mostra que o aluno foi matriculado... depois da reportagem mostrar o caso.
A escola, então, desmente a mãe... A diretora da escola diz que não sabia do caso... Isto é um deboche... Uma arrogância tão grande... A mãe disse que foi pedir vaga para o filho sete vezes... e a diretora da escola sempre negava a vaga...
Para conseguir uma vaga, precisou uma emissora da Rede Record mostrar o caso na televisão...
A Constituição Federa…

P´sora burra

Imagem
Você já ouviu uma história dessas inúmeras vezes. Ela é verdadeira e todos sabemos disto, mas “ninguém” acredita. Por “ninguém” entendem-se as autoridades responsáveis e – nem sempre, mas eventualmente - competentes.

Do que estou falando, afinal?... De algo que me deixa profundamente indignada, a ponto de não conseguir entrar diretamente no assunto. Calma, que chego lá!

A última me foi contada esta semana e estão sendo tomadas as providências possíveis, mas me pergunto o que pode remediar tanto estrago. Bem, trata-se de uma garota de sete anos, cursando a II Série. Não, não foi atingida por uma bala perdida, não foi arrastada por um carro, não foi estuprada pelo padrasto, nem seqüestrada. É só isso mesmo que consegue sensibilizar esta nossa sociedade, não é? O juízo está tão embotado por uma mistura de telenovelas com sensacionalismo a la bígui bróder, que problemas mais “sutis” acabam parecendo bobagens.

A menina não quer voltar para a escola. Não por não ter aprendido nada – e de fato …

Os saraus de Dona Telma

Imagem
Uma notícia light para o fim de semana. Muito, muito saborosa! E mais, uma história da periferia. Eu adoooro uma periferia. Acompanhe meu devaneio: retire da periferia os córregos fedidos, o lixo não recolhido pelas prefeituras que a discriminam, os traficantes, seus “soldados” e cupinchas. O que sobra?... Gente como a gente.
Se você não concordar comigo sobre isto, fico muito triste. Significa que para você o princípio de igualdade não existe. Bem, nem sempre podemos concordar sobre tudo... Afinal, não somos iguais, rsrs.

Já esteve na periferia? Eu já, várias vezes, e me senti muito à vontade. Vai ver sou meio simplória, mesmo. Não tenho medo de bala perdida, ou melhor, se tiver que passar por uma dessas, paciência. Também poderia ter sido eu a vítima daquela marquise que caiu na Av. Paulista e matou uma mulher por lá. Ou eu poderia ter sido engolida pela “cratera” que se abriu no bairro de Pinheiros, onde trabalho. Não vou deixar de viver por medo disso ou daquilo. Mas também não vou …

Abaixo os mitos!

Imagem
No artigo Os quatro mitos da escola brasileira, publicado na Veja de 07/03, o economista “da educação” (viva esta nova profissão!) Gustavo Ioschpe derruba os pilares que parecem sustentar o fracasso do ensino brasileiro:

O professor é mal remunerado
Os docentes brasileiros recebem salário 56% superior à média nacional. Nos países mais ricos, a remuneração dos professores é 15% menor.
Além disto, a comparação com outras categorias não leva em conta um conjunto de variáveis, como jornada de trabalho, férias e aposentadoria, que no serviço público é integral.

A educação só vai melhorar quando os professores receberem melhor salário
Nenhuma pesquisa realizada em campo internacional ou nacional confirma essa crença. Aliás, a remuneração dos professores tem aumentado desde 1997 devido ao Fundef (hoje Fundeb) e à instituição de “bônus”, sendo que as notas dos alunos nos exames nacionais despencaram.
Conclusão: mais dinheiro no bolso do professor não altera a qualidade do ensino, prejudicada pela m…

A exclusão da comunidade

Imagem
Mais uma vez, a Secretaria da Educação do Estado de São Paulo deixa claro, por omissão, que não quer a comunidade dentro da escola. Trocando em miúdos, também este ano o site da SEE deixa de esclarecer a todas as escolas da rede a necessidade de se constituir um Conselho de Escola democrático. Estamos em março e a única informação trazida pelo site é uma notícia de 28/02 que diz "Escolas estaduais do interior reúnem educadores e comunidade para decidir como será 2007". Na verdade, a única escola mencionada é a Oswaldo Aranha, em Guaratinguetá, e a a notícia não trata da convocação da comunidade, mas de perfumarias como "dinâmicas de motivação, teatro e dramatização, ginástica laboral, relaxamento e massagem". Nada contra a iniciativa pontual dessa escola - sempre melhor do que nada - mas é de situações bem intencionadas como essa que a SEE se vale para camuflar sua rejeição à participação dos pais na gestão da escola. Para "mostrar serviço", o site conti…

Câmara discreta

Imagem
Está em cartaz em Sampa o filme Pro dia nascer feliz, de João Jardim, o mesmo de Janela da alma. O documentário retrata cenas de adolescentes dentro de escolas públicas e particulares, em três Estados do Brasil: Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo. De forma sensível e sem querer tirar conclusões, o filme dá um amplo panorama da falta de rumo do ensino no País.

Em Pernambuco, numa das cidades mais pobres do Brasil, descobrimos uma jovem poetisa cujo talento é ignorado pelos professores: eles simplesmente acreditam que ela copie os poemas de livros. Na época das filmagens (2004-2005) não havia ensino médio no município e os alunos eram levados de ônibus para outra cidade. O ônibus vivia quebrado, portanto as aulas eram minguadas.

Em escolas públicas do Rio e do Estado de São Paulo os alunos mostram-se desanimados com as aulas vagas: a cada dia, uma ou duas. As aulas também nada parecem lhes acrescentar. Uma diretora de escola começa um discurso interessante dizendo que o ensino precisa…