Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2006

Aqui se aprende!

Imagem
Ainda sobre a Prova Brasil, seguem informações sobre o “superCiep” de que falei outro dia, o Ciep 279, em Trajano de Moraes, RJ.

A Revista Nova Escola, www.novaescola.com.br, informa que o Ciep 279 “Professora Guiomar Gonçalves Neves”, a 185 km do Rio de Janeiro, teve a melhor colocação em português em nível nacional e a segunda em matemática, na prova de 4ª Série. As notas são muuuito altas:

Português - 287,26 sobre 350 (média Brasil 172,09)
Matemática - 286,54 sobre 375 (média Brasil 179,98).

Quando a nota média de uma escola atinge esses níveis, alguma coisa séria está acontecendo: ou existe um regime de rigorosa seleção (e eventual expulsão) de alunos, ou existe uma supercompetência docente.

Mas esse Ciep é diferente de todos os modelos de sucesso já divulgados. Não há revolução no projeto educacional, nenhum professor ainda tem graduação em Pedagogia e até a infraestrutura é pobre: falta sala de informática, a biblioteca possui pouco mais de mil livros e o prédio precisa de reformas.

P…

A cara do Brasil

Imagem
Infelizmente os gêmeos da foto, publicada hoje no Estadão, não são daqui. Mas eles são a cara do Brasil! Com esta linda imagem, mais expressiva do que milhões de palavras, desejo ao Brasil muita sorte em sua nova fase, a partir da próxima semana. Sabemos que o novo Presidente, seja quem for, não vai conseguir fazer o “milagre” da retomada do desenvolvimento e da ética, não vai acabar com os graves problemas que afligem a nossa população desiludida, mas poderá contar com cidadãos cada vez mais conscientes e solidários, que tentarão fazer a sua parte e exercer os direitos de todos.

Chega de um país “café com leite”! Que o contraste das cores salte à vista e mostre sua beleza. Que todo brasileiro, independente da cor ou condição social, saiba fazer a sua parte para que, finalmente, o “futuro” chegue até aqui.

Faltam sociólogos!

Imagem
Quem explica o fenômeno da divisão interna da comunidade do colégio federal Pedro II, no Rio de Janeiro? Os alunos amargaram duas longas greves de professores em dois anos, a reposição de aulas foi levada na flauta, a aprendizagem ficou tremendamente defasada, o sindicato, com sede dentro do próprio colégio, continua mostrando arrogância e as contas da Associação de Pais e Amigos não são apresentadas de forma transparente. Durante toda a crise, que continua dando frutos, os únicos prejudicados foram os alunos, pois os professores, que recebem salários muito superiores aos das redes públicas municipal e estadual, tiveram inclusive férias após as greves...

Os pais, em vez de arregaçarem as mangas e tentarem interagir para resolver os problemas, brigam entre si. Talvez, eles precisem de uma visão externa para poderem avaliar melhor a situação e perceber a força da união. No fundo, os problemas são apenas dois:
As greves foram políticas, como puderam perceber todos que acompanharam o assunt…

Educadora nota dez

Imagem
Resumimos aqui o sensacional comentário do Mauro Alves da Silva, postado ontem no blog da Cremilda, sobre caso publicado na Folha de São Paulo de 19/10/06:

Diretor é demitido do cargo após seu subordinado aplicar castigo coletivo em 110 alunos com idades entre 11 e 14 anos...

NÃO. NÃO SE TRATA DE UM DIRETOR DE ESCOLA.
NÃO. O SUBORDINADO NÃO ERA UM PROFESSOR.
NÃO. OS ALUNOS NÃO ERAM DE UMA ESCOLA PÚBLICA.
NÃO. O ABUSO NÃO FOI DENUNCIADO PELOS PROFESSORES.

O caso é o seguinte: um guarda municipal da cidade de Amparo-SP, sob a alegação de estar procurando quem atirara uma pedra em seu colega, ordenou a 110 alunos do SESI (de 11 a 14 anos) que se ajoelhassem sobre pedriscos para serem interrogados. Os garotos estavam indo assistir uma peça de teatro.

"Cala a boca todo mundo. Ajoelha e põe as mãos pra cima."

E como acabou a história (que foi filmada atráves de um celular)? Acabou quando a atriz Arminda Riolo entrou na cena dizendo: "Você não pode fazer isso, eles são menores, estão…

Um causo atual

Imagem
Quando a gente fala das perseguições e represálias que fazem muitos pais se calarem diante dos abusos que seus filhos sofrem dentro da escola, a corporação grita: sacrilégio! Mas é exatamente o que acontece em 99,9% dos casos. Vejam por exemplo a arrogância de um professor de física do Colégio Pedro II, no Rio de Janeiro, membro daquele "famoso" sindicato instalado nas dependências da própria escola... Um professor que maltrata seus alunos e nem mesmo "dá a matéria", que é a forma mais simplória e boçal de ensinar.

Leiam o relato de um responsável de aluno do Colégio e visitem o blog Pais Conversando (link à esquerda), de onde retirei o texto, omitindo apenas o nome do professor.

Depois de toda a luta que os pais do Colégio Pedro II tiveram para acabar com as duas greves que fomos relatando neste blog desde o ano passado e que receberam cobertura da imprensa, o sindicato continua instalado dentro da instituição, arrotando sua arrogância e garantindo a permanência de…

Baú de causos

Imagem
Nesta nova onda da eterna discussão sobre repetência e progressão continuada, uma questão que estaria encerrada há anos, não fossem a incompetência e a preguiça de nossos políticos e educadores, encontrei em nosso "baú de casos" uma atualíssima carta de 2002, recebida de Alcione, uma mãe de Contagem, MG. Ela conta sobre a implementação da progressão continuada na escola de seu filho, que foi aluno da nossa amiga "Professora Maluquinha". O relato mostra que, quando o professor é competente e compromissado, o método funciona. Aliás, aqui em Sampa o Paulo Freire implantou a progressão continuada já em 1989 e funcionava tão bem que nem o Paulo Maluf conseguiu acabar com o método! Hoje, políticos ainda mais rasteiros querem praticar a dança do caranguejo.

Alcione nos dá uma visão da educação linda e solar, lembrando a origem da palavra escola, que vem do grego e significa "lugar de lazer"...

10/07/2002

Tenho um filho numa escola pública aqui de Contagem, Minas Ge…

Hoje, 15 de outubro

Imagem
Do blog da professora Marta Bellini, Maringá, http://martabellini.blog.uol.com.br

Dia do Professor! Parabéns aos professores que não se intimidam com os bons livros. Que amam estudar. Parabéns aos professores que lutam e não se esquecem de mimar suas crianças e adolescentes. Os alunos são as melhores pessoas de uma escola. Parabéns aos professores que se rebelam com seu staff administrativo, pois este, geralmente é cheio de beatas neuróticas, pessoas que puxam o saco dos secretários, que lambem as botas de seus diretores. Parabéns àqueles que sabem ensinar seus alunos e que insistem para que estas criaturas cheguem à vida adulta. Parabéns aos professores que combatem a burrice de toda espécie. São poucos, mas existem! Parabéns aos professores que não ficam se lamuriando, nem entregam às mãos de Deus coisas que são absolutamente humanas.

Boa nova, Rosanova

Imagem
Neste Dia das Crianças, finalmente uma boa notícia! A EE Prof. Luiz Rosanova, em Guaianazes, zona leste de São Paulo, conseguiu implantar a gestão participativa, isto é, a gestão da escola com a participação dos pais e da comunidade. O princípio de gestão participativa está na própria Constituição Federal e é centrado no Conselho de Escola. Mas na maioria das escolas os Conselhos são manipulados por uma direção autoritária, que se recusa a perder as rédeas da administração. Os pais são sempre bem-vindos no sentido de prestar serviços como costurar cortinas ou arrumar a fiação elétrica, mas a coisa mais rara é serem convidados a participar da administração ou discutir a proposta pedagógica da escola, como lhes garante outra lei federal, o Estatuto da Criança e do Adolescente.

Já ouço o brado de muitos diretores negando este fato! Mas a verdade, nua e crua, é que nós pais de alunos passamos pessoalmente pela experiência da exclusão. Então é com enorme prazer que registramos a informação…

Semquererquerendo

Imagem
Candidato preocupado com a educação se vê pelo seu discurso. Se ele repetir os
chavões de sempre, já mostrou que não tem compromisso. Mas a maior decepção é quando revela total desconhecimento do assunto. No debate de ontem na Band, o Geraldo e o Lula escorregaram na casca da mesma banana, semquererquerendo.

O assunto é a Prova Brasil, que avalia os alunos das quartas e oitavas séries do Ensino Fundamental. Ela foi realizada em novembro de 2005 em todo o território nacional e ainda está sendo avaliada, pois sabe como é o Brasil... Mas não foi essa a questão. O problema é que o Estado de São Paulo foi o único que se negou a participar e o Lula perguntou ao Geraldo o motivo. O Geraldo, que já havia confundido a Prova Brasil com o Saeb quando foi entrevistado pelo Casal Telejornal, desta vez a confundiu com o Enem, a prova de conclusão do Ensino Médio!!! E fez todo um discurso atrapalhado de que o Enem é facultativo e blá-blá-blá. O Lula começou sua resposta dizendo que não precisava ficar…

Viva a farra!

Imagem
Deu no blog da Santa, http://blogdasanta.blogspot.com, que 659 ex-bolsistas que fizeram doutorado no Exterior ainda não reembolsaram os cofres públicos. Entre eles, o atual Secretário de Educação Continuada e Alfabetização do MEC, Ricardo Henriques. Ele ficou na França durante quatro anos, fez doutorado de economia na universidade de Paris, concluiu em 1998 mas ainda não defendeu a tese, tendo conseguido prorrogação até 2008.

Cada bolsista que passa quatro anos no Exterior custa ao governo 100.000 dólares, incluindo passagens aéreas para mulher e filhos e uma "ajuda de custo" de até 1.900 dólares por mês, dependendo do número de dependentes.

Infelizmente, trata-se de uma situação muito comum. Os financiamentos para a pós-graduação no Exterior deveriam ser concedidos para pesquisas que possam proporcionar benefícios reais à sociedade. Caso contrário, essas verbas poderiam ser muito mais úteis no ensino básico. Quanto ao Sr. Ricardo Henriques, vamos ficar de olho, pois se exist…

Tortura na Febem

Imagem
A questão da Febem, esse antro de tortura cuja única solução é o fechamento, continua sendo tratada de forma leviana e absurda. O Estadão e a Folha de SP informam hoje que finalmente foi julgado, mas ainda não em última instância, um processo iniciado em 2000, quando 35 internos foram espancados com barras de ferro e pedaços de pau por 14 "servidores " e ex-funcionários. Tratava-se de uma rede de funcionários de dois complexos, organizada para promover torturas. Um assessor da presidência da Febem e um ex-diretor também foram condenados. Mas a condenação é absolutamente hilária: todos os réus juntos foram condenados a um total de 925 anos de prisão pelo crime de tortura, mas poderão recorrer em liberdade. Isto significa que, seis anos após o crime, esses torturadores foram condenados a uma média de 80 anos cada um, ou seja, o juiz entende que eles são "bastante" culpados, aliás nunca neste País foram dadas penas maiores para o crime de tortura. No entanto, "só…